Saúde

Saúde faz alerta sobre aumento de casos de tuberculose em Cabo Frio

Maior incidência é entre os jovens; tratamento é disponibilizado PAM de São Cristóvão e no de Santo Antônio, em Tamoios. Ano passado foram 97 casos da doença e em 2017 foram diagnosticados 149 casos até o início de dezembro

Em: 21/12/2017 às 12:49:00
Da Redação

Uma doença antiga e um pouco esquecida pela população segue causando vítimas em todo o Brasil. A tuberculose é infecto-contagiosa, transmitida pela bactéria (Bacilo de Koch), afeta principalmente os pulmões, e atinge cerca de 10,4 milhões de pessoas no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Em Cabo Frio houve um aumento de 52 casos em um ano. Em 2016 foram registrados 97 casos da doença e em 2017 foram diagnosticados 149 casos de janeiro até o início de dezembro.


Segundo a enfermeira da Saúde Coletiva, Veleida Silva, a maior incidência está entre jovens que tiveram contato com presídios. "Por não saber da doença, acabam ‘passando’ para as pessoas próximas e gerando mais casos", disse.


Os sintomas da tuberculose são febre baixa, geralmente no fim do dia, emagrecimento, suor noturno e tosse contínua. A transmissão é direta, de pessoa a pessoa, ao falar, espirrar ou tossir. Má alimentação, falta de higiene, tabagismo, alcoolismo ou qualquer outro fator que gere baixa resistência orgânica, também favorece o estabelecimento da tuberculose.


"Nossa orientação é que o paciente procure a unidade de saúde mais próxima assim que surgirem os primeiros sintomas para que se inicie o tratamento adequado evitando passar a doença para outras pessoas, já que a transmissão é interrompida já nas duas primeiras semanas de tratamento", alertou Veleida.


O tratamento da tuberculose é feito a base de antibióticos e é 100% eficaz desde que o paciente não desista do processo, que dura seis meses. No município o tratamento é feito no Posto de Assistência Médica (PAM) de São Cristóvão e no de Santo Antônio, em Tamoios.


"Sempre orientamos que o paciente não desista do tratamento e o faça durante os seis meses necessários porque quando ele é interrompido, a doença volta mais forte, tornando o processo mais difícil, e podendo causar até a morte", explicou a enfermeira.


No Brasil, em 2016 foram diagnosticados e registrados 66.796 casos novos e 12.809 de retratamento de tuberculose, segundo o Ministério da Saúde. A OMS aponta que mais de 1 milhão morreram por conta da doença em 2015. Esses resultados configuram a tuberculose como um grave problema de saúde pública, destacando que a OMS a reconhece como a doença infecciosa de maior mortalidade no mundo, superando o HIV e a malária juntos.

 


 Tópicos: aumento de casos de tuberculose em Cabo Frio, 


Fotos





Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Renata Cristiane

contato@rc24h.com.br
Twitter: @renatarc24h
Tel.: 55 (22) 99930-8382
Todo conteúdo publicado neste portal é de responsabilidade exclusiva da redação do RC24h.