Boca Miúda

BOCA MIÚDA: Os bastidores da política na Região dos Lagos nesta quinta-feira (28)

Servidores desafiam prefeito em novo protesto; Documentos apreendidos na Operação Basura passam por perícia; Contas de Alair, Andinho e Tequinho são reprovadas pelo TCE; Iguaba às escuras; E muito mais...

Em: 28/12/2017 às 18:07:29
Equipe RC24h

A RETALIAÇÃO DOS SERVIDORES

Depois que o prefeito de Cabo Frio, Marquinho Mendes, disse em entrevista na rádio, na manhã desta quinta-feira (28), que não vai tolerar bagunça, se referindo aos protestos realizados pelos servidores, a turma da Educação e da Saúde se organizou e fechou a Ponte Feliciano Sodré, em pleno horário de pico. Ou seja, a cidade parou por causa do bloqueio, o tráfego deu um nó e surpreende motoristas que chegam para o Réveillon e os próprios moradores na saída do expediente. Sindicalistas ficaram irritados com as declarações do prefeito Marquinho Mendes e decidiram fazer uma ação relâmpago de retaliação.

 

 

 

 

 

“PREFIRO NÃO COMENTAR”

Dr. Laterça, delegado titular nas investigações da Operação Basura, disse que prefere não comentar a declaração polêmica do prefeito Marquinho Mendes, hoje, na rádio, de que os R$ 60 milhões de desvios apontados nas investigações, trata-se de marketing do MP.

 

 

 

 

PREFERE COMENTAR

Mas aproveitando o ensejo, o delegado federal adiantou que mesmo nesta reta final do ano, com efetivo da federal reduzido por causa das férias, eles estão trabalhando e avançando nas investigações. Disse Dr. Laterça, que todo material apreendido na operação (documentos, computadores, telefones e outras mídias), já foi encaminhado para perícia e estão passando por análise.  Outra informação relevante: prefeito Marquinho fez contato se colocando à disposição para ser ouvido essa semana, mas diante da redução do efetivo por causa do período pré-Réveillon, Dr. Laterça decidiu deixar para colher o depoimento do prefeito como testemunha logo no início do próximo ano. Mas ainda não deu a data certa. De qualquer forma, os trabalhos da federal continuam a todo vapor.

 

 

 

EMBATE EXTRAORDINÁRIO

A sessão extraordinária da Câmara de Búzios, realizada na tarde desta quinta-feira (28), foi marcada pelo embate entre governista e a oposição. No centro da discussão estavam a aprovação do empréstimo e o aumento da taxa de lixo. A vereadora Gladys, mesmo de licença médica, compareceu e disse que os vereadores da “Câmara do Amém” deram um cheque em branco para o prefeito que “só veio para matar, roubar e destruir Búzios”. Bem pesado! O presidente da Casa, João Carlos Carvalho, o Cacalho, manteve-se contrário a aprovação das pautas, destacando que não tem “rabo preso” com ninguém, e mais, que a cidade não passa por falta de dinheiro que justifique o empréstimo, mas sim de gestão. Os governistas não baixaram a cabeça e na tribuna disseram que “tudo não passa de teatro e politicagem” (discurso de Gladys) e que a Câmara tem buscado trabalhar junto com o Executivo para melhorar a cidade. Mas, mesmo com os embates, as pautas foram aprovadas em segunda votação.

 

 

 

 

TAXA DE LIXO

O prefeito de Búzios, André Granado, recebeu vereadores da bancada governista e empresários representantes dos setores do comercio e hotelaria, na tarde de quarta-feira (27), para tratar sobre o reajuste da taxa de resíduos sólidos, assunto que gerou grande polêmica na cidade. No encontro ficou acordado que o aumento da taxa é necessário, já que o imposto não é reajustado desde 2009, porém, o governo voltou atrás e aceitou reduzir o valor para 40 UPFM, pelo menos para o 2018. Em contrapartida, no ano que vem será revisto o critério e valores, priorizando a reciclagem, a cobrança por volume e principalmente, a ampliação das pessoas jurídicas pagantes. Para a evolução neste último ponto, serão apresentadas propostas resultantes dos grupos de trabalho formados pelo Executivo e Legislativo, com a participação das entidades e da população.

 

 

 

 

AS CONTAS DE 2016

O ex-prefeito de Cabo Frio, Alair Corrêa, teve as contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ). No parecer prévio, divulgado na quarta-feira (27), o TCE aponta que foram detectadas 11 irregularidades, entre elas, o déficit financeiro de R$ 202.725.240,18, ocorrido em 2016, ao término do mandato, indicando o não cumprimento do equilíbrio financeiro estabelecido por lei. Além disso, foram detectadas despesas no total de R$ 86.775.714,45, sem o devido registro contábil e o prévio empenho; desrespeito ao limite de despesas com pessoal desde o segundo quadrimestre de 2015.

 

 

 

 

CONTAS DE ANDINHO/ TEQUINHO

Já no caso de Arraial do Cabo, cujo Poder Executivo foi chefiado no último mandato por Wanderson Cardoso de Brito e Luciano Farias Aguiar, foram encontradas cinco irregularidades: entre as quais, ausência da publicação de lei específica que autorizou a abertura do crédito adicional através do Decreto nº 2287/2016, em desacordo com o disposto por deliberação do TCE-RJ; realização de despesas no total de R$ 17.499.039,41 sem o devido registro contábil e cancelamento de restos a pagar processados no valor de R$ 23.972; déficits financeiros ao longo da gestão que culminaram no montante de R$ 63.739.218,12.

 

 

DINHEIRO NA CONTA

E por falar em Arraial do Cabo, o prefeito Renatinho Vianna, comemorou nesta quinta mais uma vitória, que foi o início do pagamento do 13º salário . "Guarda Municipal, efetivos e concursados  já estão com o dinheiro na conta", afirmou o prefeito cabista.

 

 

 

 

 

 

PICKNICK NA ÁRVORE TORTA

O pessoal do Canhão quer saber... Que grupo é este "Articulação do Boqueirão", que junto com a vereadora Claudinha Gregório realizou picknick, embaixo da figueira centenária, na tarde desta quinta? Os ambientalistas mais ferrenhos da Aldeia foram além em afirmar que "é crime ambiental, pois estão tirando o ar e a sustentabilidade da árvore, além de depredar a árvore torta". Vale lembrar que a figueira é a mesma que a edil criou um dia especial em homenagem, o "Dia Municipal da Figueira Centenária". Na Praça do Canhão, o comentário é que Claudinha gosta tando da árvore, que resolveu antecipar o dia dela. 

 

 

 

ÀS ESCURAS

Em Iguaba Grande, a turma anda reclamando muito da iluminação pública, que continua precária na cidade, colaborando para o aumento dos assaltos na cidade. Nas redes sociais, cresce a cada dia o número de fotos de ruas que seguem às escuras, em diversos bairros. Com isso, sobe também as queixas do governo. “A festa é de Ano Novo, mas os problemas são os mesmos de sempre. Meu pai dizia que errar é humano, porém insistir no erro é burrice. O que dizer da mandatária do município?  Que se cerca de incompetentes que não conseguem gerir o básico de uma cidade, tal como é a limpeza urbana e a iluminação pública?”, descreveu uma internauta no Facebook. É bom a turma da Grasi dar uma olhada com carinho para a questão, que tem deixado os iguabenses de cabelo em pé.

 

 

 

PEDIDO DE EXAMES

A prefeita de Araruama, Lívia Bello, gravou um áudio para anunciar que a divisão de controle da Secretaria Municipal de Saúde detectou supostas irregularidades em pedidos de exames. Lívia afirmou ainda que registou queixa na delegacia de Araruama, para que a polícia investigue o caso. Na Praça do Blindex, a mensagem não passou batido. A turma lembrou da dificuldade em marcar exames e até consultas no PAM, que agora só podem ser agendadas a cada 15 dias. Para fechar a mensagem, a prefeita fez questão de dizer que vai colocar os “pés no chão” para assistir o “show pirotécnico” da queima de fogos, que segundo ela, será a maior e melhor do interior do Estado.  Já no fim da tarde desta quinta-feira (28), a prefeita gravou um vídeo em que fala sobre as conquistas do governo em 2017 e também promete muitas outras realizações para 2018.

 

 

 


 Tópicos: Boca Miúda,  política,  Região dos Lagos, 


Fotos





Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Renata Cristiane

contato@rc24h.com.br
Twitter: @renatarc24h
Tel.: 55 (22) 99930-8382
Todo conteúdo publicado neste portal é de responsabilidade exclusiva da redação do RC24h.